Rating Poupi

Olá,

Hoje falaremos sobre o Rating Poupi. Iremos mostrar uma forma simples para fazer o acompanhamento das empresas que você possui na sua carteira de investimento.

Se você quer saber sobre como a Análise Fundamentalista é utilizada para criar o Rating Poupi clique aqui.

A melhor forma de afastar-se dos erros é focar nos fundamentos das empresas e ignorar oscilações de curto prazo nos preços.

Para isso vou demonstrar uma forma muito utilizada pelas grandes empresas de Rating do mundo, Moody´sStandard and Poor´sFitch Ratings, irei detalhar cada item do rating e mostrar como fazemos o cálculo e como utilizar essa ferramenta na gestão do seu portfólio de Ações.

Rating Poupi

O Rating Poupi é subdividido em 3 Fatores Gerais:

1 – Escala;

2 – Lucratividade e Eficiência e

3 – Alavancagem e Cobertura.

Dentro de cada fator temos os subfatores:

1.1 – Receita (10%);

2.1 – ROIC – Retorno sobre o Capital Investido (15%);

2.2 – Margem EBIT (15%);

3.1 – EBIT/Juros (15%);

3.2 – Dívida Bruta/EBITDA (20%);

3.3 – (FCO – Dividendos)/Dívida Bruta (15%).

A porcentagem entre parênteses representa a ponderação do subfator para o cálculo final do Rating da Empresa.

Vamos mostrar a importância e o por quê de cada subfator e mostrar como são feitos os cálculos.

 

Receita

Basicamente empresas maiores tem mais recursos disponíveis (produção, financeiros, marketing, gestão, logística, etc) e tem uma tendência de serem mais diversificadas, em termo de produtos ou em termos geográficos. Difícil encontrar uma empresa que fatura 50 bilhões por ano que esteja somente concentrada na região sudeste por exemplo. Além disso, o tamanho aumenta o poder de barganha junto a clientes e fornecedores, reguladores e até mesmo junto ao poder público.

Outra consideração é que a Escala pode ajudar nas oscilações de demanda do mercado, dá maior flexibilidade em cenários complicados de preço e demanda e ajuda a enfrentar com mais facilidade os momentos de fraquezas do mercado.

Calculamos esse indicador através da RLC – Receita Líquida Corrente nos últimos 12 meses medida em bilhões de reais.

ROIC – Retorno sobre o Capital Investido

O ROIC mede o retorno gerado pela empresa frente ao capital investido (capital próprio e de terceiros). Esse indicador fornece a capacidade da empresa em gerar retornos consistentes e significativos a partir da sua base de ativos (Dívida + PL(Patrimônio Líquido)).

Utilizamos uma média de 3 anos do EBIT, PL, Dívida e Caixa. Sua fórmula é (1-0,34)*EBIT/(Dívida + PL – Caixa).

Margem EBIT

Usamos uma média de 3 anos do EBIT – Lucro Operacional dividido pela média de 3 anos da Receita Líquida.

Esse subfator é uma importante medida de rentabilidade operacional da empresa e pode indicar a capacidade da empresa em enfrentar crises econômicas, reinvestir em novos ativos, honrar as suas dívidas e outras obrigações.

Utilizamos a margem EBIT ao invés da margem EBITDA dado que consideramos que a maioria das empresas precisam constantemente reinvestir na sua capacidade operacional além de o EBIT ser um indicador mais robusto e que tem um tendência de apresentar menos erros do que o EBITDA.

EBIT/Juros

Esse subfator fornece uma indicação da capacidade da empresa de pagar suas obrigações de dívidas com a geração de resultados. Também usamos uma média de 3 anos do EBIT dividido pela média de 3 anos das despesas de juros.

Indicador simples porém um dos mais relevantes na hora de analisar a saúde financeira de qualquer empresa.

Dívida Bruta/EBITDA

Usamos esse indicador para analisar a alavancagem da empresa. Um indicador forte, isto é, um valor baixo desse indicador mostra a capacidade da empresa em realizar novos investimentos, enfrentar as crises do negócio e reagir a problemas inesperados.

Também utilizamos uma média plurianual de 3 anos tanto para a Dívida quanto para o EBITDA. Nesse caso é utilizado o EBITDA porque ao excluir despesas de juros e depreciação eliminamos o impacto das decisões de cada empresa em relação a sua estrutura de capital e aos diversos níveis de depreciação utilizados.

(FCO – Dividendos)/Dívida Bruta

Esse indicador de flexibilidade da empresa mede a velocidade com que a empresa pode pagar sua dívida após o pagamento dos dividendos aos acionistas. Eu gosto muito desse indicador porque além dessa parte financeira ele diz muito sobre a governança da empresa, visão de longo prazo e qualidade da gestão.

Indicador também calculado usando médias de 3 anos. Empresas mal geridas, com foco em resultados de curto prazo ou até mesmo empresas estatais com alto índice de corrupção sempre possuem uma distribuição de dividendos não compatível com a saúde financeira da empresa.

Falamos sobre os 6 subfatores que irão gerar o Rating de cada empresa. E como geramos a nota de cada subfator e posteriormente a Nota Geral do Rating? Abaixo vamos detalhar como isso é feito.

 

Quadro Geral – Resumo

Escala do Rating. Cada subfator é convertido num valor numérico conforme a grade abaixo:

Após os cálculos de todos os subfatores e a conversão das notas em números chegamos ao Rating final da empresa conforme tabela abaixo:

O rating vai de Aaa que é o nível mais alto até o C que é o nível mais baixo.

Grau de Investimento
Aaa – O mais alto grau
Aa1, Aa2, Aa3 – grau alto
A1, A2, A3 – grau médio-alto
Baa1, Baa2, Baa3 – grau médio

Grau Especulativo
Ba1, Ba2, Ba2 – elementos especulativos
B1, B2, B3 – carece de características de um investimento desejável
Caa1, Caa2, Caa3 – papéis de fraca condição
Ca – altamente especulativo
C – o mais baixo rating, perspectivas extremamente fracas de atingir qualquer condição real de investimento

 

Esse post é muito importante porque ele é a base da qual eu analiso e acompanho as empresas do meu portfólio, sempre baseado no desempenho da empresa e nunca focando na cotação das ações.

Nos próximos posts iremos analisar algumas empresas e ir gerando os ratings para que todo mundo possa acompanhar.

Até,

obs: Esse modelo de gestão foi baseado em diversos modelos de rating da empresa Moody´s – www.moodys.com. Vale muito a pena o cadastro no site para que você tenha acesso a diversos pdfs, dados e informações grátis de uma das melhores empresas do mundo de análise de investimentos.

Add Comment